Soja: Anec estima que 73 mi de toneladas sejam exportadas em 2019
Publicada em: 9 de janeiro de 2019
soja, porto, exportação, embarque

Foto: Ivan Bueno/AnP

Mas a associação deixa claro que a previsão pode ser revisada para baixo, pois considerava a projeção de produção nacional antes dos problemas com a estiagem

Estadão Conteúdo

O Brasil deve exportar 73 milhões de toneladas de soja em 2019, projeta a Associação Nacional dos Exportadores de Cereais (Anec). A estimativa, porém, pode ser revisada para baixo, pois considera as condições climáticas verificadas até meados de dezembro, quando a previsão era de uma safra excelente.

“Hoje, sabemos que teremos uma safra com viés de baixa em relação à do ano passado. Dados indicam que deveremos ter perdas resultantes de calor excessivo no oeste do Paraná, sul do Mato Grosso do Sul e em alguns pontos do Centro-Oeste”, conta o diretor da Anec, Sergio Mendes.

Segundo Mendes, o fator preponderante para o crescimento das vendas de soja brasileira ao mercado chinês em 2018 foi a guerra comercial entre China e Estados Unidos. Conforme a Anec, 97% dos embarques de soja em novembro do ano passado tiveram como destino o país asiático. Mendes disse ainda que, embora o Brasil tenha sido beneficiado pela disputa entre os dois países, esse cenário gera imprevisibilidade para o setor, “que já lida com diversas outras variáveis, como o clima, oscilações do real com relação ao dólar e questões logísticas”.

Futuro

A Anec diz que o novo governo sinaliza iniciativas que geram “otimismo e confiança” para o segmento. De acordo com o diretor, investimentos em infraestrutura e ampliação dos modais de transportes são determinantes para o aumento da competitividade do país, entre eles a conclusão das obras da BR-163, a construção da Ferrogrão e a ampliação de rotas hidroviárias.

“Uma grande preocupação está relacionada ao tabelamento de frete, uma vez que agrava em muito a desvantagem logística em relação aos principais concorrentes do país, Argentina e Estados Unidos”, disse a associação, em nota.

A entidade apontou também preocupação com atrasos na emissão de Certificados Fitossanitários no Porto de Santos. A Anec está realizando um estudo sobre o assunto, que deverá ser entregue às autoridades.

Veja mais notícias sobre soja

Sobre o Projeto Soja Brasil
O projeto tem a realização do Canal Rural e da Associação dos Produtores de Soja do Brasil (Aprosoja Brasil), com a coordenação técnica da Embrapa Soja. O apoio institucional é do Conselho de Informações sobre Biotecnologia (CIB) e da Associação Brasileira de Sementes e Mudas (Abrasem). A consultoria é de Safras & Mercado e Somar Meteorologia. O patrocínio é de BASF e Mitsubishi Motors. O apoio nos eventos é de Yara Brasil Fertilizantes.

Mais notícias do Projeto Soja Brasil

Publicada em: 16 de janeiro de 2019

Para entidade, o Brasil deve ter concorrência maior na venda de derivados da oleaginosa, já que os argentinos devem se recuperar e produzir grande safra

Publicada em: 16 de janeiro de 2019

Em algumas praças, como em Santos (SP), a saca se desvalorizou R$ 3 em um dia. Mercado aponta melhoras nas lavouras brasileiras como uma das razões

Publicada em: 16 de janeiro de 2019

Além de destacar um município por estado do país, o Projeto Soja Brasil irá destacar as condições climáticas para a Fronteira Oeste do RS, que tem sofrido com o excesso de precipitações

Publicada em: 15 de janeiro de 2019

A perda dos agricultores do município pode superar os R$ 50 milhões, segundo a prefeitura. Teve sojicultor que contabiliza um revés maior de R$ 1,2 milhão. Confira todas as imagens e vídeos enviados para o Canal Rural!

Publicada em: 15 de janeiro de 2019

Segundo o Deral, o estado todo já conseguiu retirar 10% da oleaginosa do campo. Levantamento também mostra uma melhora nas lavouras restantes