Brasil deve produzir 100 milhões de toneladas nesta safra
Publicada em: 18 de setembro de 2015
FacebookTwitterGoogle+WhatsAppLinkedIn
Rikardy Tooge/Canal Rural

Rikardy Tooge/Canal Rural

Levantamento da consultoria Safras & Mercado estima mais uma safra recorde e com aumento de área, mesmo com a falta de crédito e os problemas econômicos

O Brasil deve produzir na safra 2015/2016 acima das 100 milhões de toneladas. A estimativa é da consultoria Safras & Mercado, que divulgou o levantamento da safra brasileira de soja, que já começou em alguns estados.

• USDA surpreende novamente e eleva estimativa de safra

Segundo a projeção, a produção brasileira deve alcançar 100,5 milhões de toneladas, alta de 5,3% em relação ao ciclo anterior. A área plantada poderá alcançar 32,92 milhões de hectares, acréscimo de 3,8%. A produtividade estimada é de 3.069 kg por hectare.

Entre os maiores crescimentos estão Goiás, que deve se recuperar do veranico da última safra e aumentar a produção em 10%, chegando a 9,6 milhões de toneladas. Minas Gerais também mostrou grande variação: 18%, colhendo 4,05 mi de t.

A região do Matopiba, que compreende os estados de Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia, deve apresentar crescimento em produção de 4,47%, com 10,65 milhões de toneladas. Em área plantada, a nova fronteira agrícola terá expansão de 5%, com 3,76 milhões de hectares.

Confira os dados completos:

Safras & Mercado/Divulgação

Safras & Mercado/Divulgação

>>> Veja mais notícias sobre soja

Sobre o Projeto Soja Brasil
O projeto tem a realização do Canal Rural e da Associação dos Produtores de Soja do Brasil (Aprosoja Brasil), com a coordenação técnica da Embrapa Soja. O apoio institucional é do Conselho de Informações sobre Biotecnologia (CIB) e da Associação Brasileira de Sementes e Mudas (Abrasem). A consultoria é de Safras & Mercado e Somar Meteorologia. O patrocínio é de BASF e Mitsubishi Motors. O apoio nos eventos é de Yara Brasil Fertilizantes.

Mais notícias do Projeto Soja Brasil

Publicada em: 2 de dezembro de 2016

Além dos focos já registrados no Paraná e São Paulo, o estado de Mato Grosso do Sul entra para a estatística

FacebookTwitterGoogle+WhatsAppLinkedIn
Publicada em: 2 de dezembro de 2016

Segundo levantamento, área deve permanecer praticamente igual, mas clima pode favorecer aumento de produção

FacebookTwitterGoogle+WhatsAppLinkedIn
Publicada em: 2 de dezembro de 2016

Volume de precipitações no estado estava abaixo da média em novembro, cenário muda a partir deste mês

FacebookTwitterGoogle+WhatsAppLinkedIn
Publicada em: 1 de dezembro de 2016

Podridão de raízes, aparecimento de pragas e proliferação de doenças são alguns problemas gerados por contínuos e volumosos períodos de precipitações

FacebookTwitterGoogle+WhatsAppLinkedIn
Publicada em: 1 de dezembro de 2016

Vendas do cereal ao exterior seguem em queda e somaram apenas 316 mil toneladas no último mês. No acumulado do ano, embarques caíram 4,8%

FacebookTwitterGoogle+WhatsAppLinkedIn