Chuvas só devem retornar ao Paraná após dia 15 de dezembro
Publicada em: 5 de dezembro de 2018

Segundo a meteorologia, boa parte do estado deve ter tempo firme nesta primeira metade do mês, com algumas exceções. Confira a previsão!

Em dezembro as chuvas serão mais irregulares no Paraná, aponta a meteorologia. As precipitações devem ocorrer com maior volume apenas na segunda quinzena do mês. Normalmente chove neste período algo entre 150 e 200 milímetros. E, mesmo com a perspectiva de El Niño, os volumes acumulados terão 40 milímetros a menos que a média.

Em Toledo, no oeste do estado serão 15 dias com chuvas até o dia 4 de janeiro, mas ela ficam concentradas na segunda quinzena do mês, com volumes acumulados que podem superar os 250 milímetros.

No centro-norte do estado, em Campo Mourão, as precipitações também começarão a acontecer após o dia 16 de dezembro. Serão 15 dia de chuvas até o dia 4 de janeiro, com volumes acima dos 270 milímetros acumulados.

Em Guarapuava a situação é um pouco diferente. Por lá as chuvas até vem antes, mas com volumes pouco significativos. Pancadas mais fortes só a partir do dia 16 de dezembro. Ao todo serão 19 dias com chuvas e 240 milímetros acumulados.

Também no oeste do estado, em Cascavel, os volumes acumulados devem superar os 260 milímetros acumulados, em 15 dias de chuvas, que também devem começar depois de 15 de dezembro.

Por fim, em Mandaguari, no norte do Paraná, o volume de chuvas será acima dos 270 milimetros divididos em 16 dias. E, assim como os demais, também devem acontecer somente depois do dia 16 de dezembro.

Veja mais notícias sobre soja

Sobre o Projeto Soja Brasil
O projeto tem a realização do Canal Rural e da Associação dos Produtores de Soja do Brasil (Aprosoja Brasil), com a coordenação técnica da Embrapa Soja. O apoio institucional é do Conselho de Informações sobre Biotecnologia (CIB). A consultoria é de Safras & Mercado e Somar Meteorologia. O patrocínio é de Ihara e Mitsubishi Motors.

Mais notícias do Projeto Soja Brasil

Publicada em: 15 de fevereiro de 2019

Embate comercial entre China e Estados Unidos e câmbio enfraquecido limitam a perspectiva de alta nas cotações do grão no Brasil. Entenda o caso!

Publicada em: 15 de fevereiro de 2019

Por conta disso, previsão de safra apresentada foi pequena. Clima segue como fator importante para o desenvolvimento final de parte das lavouras do RS, SC e Matopiba

Publicada em: 15 de fevereiro de 2019

No porto de Paranaguá a saca da oleaginosa se desvalorizou R$ 2. Enquanto as praças do interior apresentaram estabilidade. Sexta abre com Chicago em alta e dólar em queda

Publicada em: 15 de fevereiro de 2019

Na região Sudeste a condição é de muitas chuvas, assim como no Centro-Oeste e Nordeste do país. Confira a previsão para 15 dias em municípios de cada região! Você também pode pedir a previsão do tempo para sua cidade, veja como!

Publicada em: 14 de fevereiro de 2019

Média esperada nas áreas semeadas é de até 55 sacas por hectare. Entenda o embargo que proíbe a comercialização do que vem sendo colhido! Setor produtivo apoia indígenas nesta causa