Colheita da soja atinge 5% da área em Mato Grosso do Sul
Publicada em: 21 de fevereiro de 2018

Por enquanto o andamento dos trabalhos está parecido com o ano passado, sendo que algumas regiões estão mais adiantadas

A colheita da safra de soja 2017/2018 está apenas no começo em Mato Grosso do Sul. De acordo com levantamento do Sistema de Informação Geográfica do Agronegócio (Siga MS), divulgado pela Associação dos Produtores de Soja de Mato Grosso do Sul (Aprosoja/MS), 5,1% da área de soja foi colhida até o último dia 9 de fevereiro.

A região norte tem área colhida mais avançada, de 8,2%. A região centro do estado tem 7,1% de área colhida e, a região sul, 3,6 %. A estimativa de área colhida total até o momento em MS é de aproximadamente 98.800 hectares.

Você já viu?

Mesmo com o andamento inferior cerca de 5,5 % em relação à safra 2016/2017, para a data de 9 de fevereiro, a evolução da retirada dos grãos das lavouras encontra-se dentro do esperado. Nos últimos dez dias a colheita avançou 3,8% no estado, ou seja, 72.800 hectares de soja foram colhidos neste período.

A projeção da Aprosoja/MS é de que a área plantada nesta safra 2017/2018 seja de 2,6 milhões de hectares, com estimativa de produção de grãos de 8,7 milhões de toneladas. Assim, espera-se que a produtividade média se mantenha em 56,0 sc/ha. Esses números serão confirmados após a completa finalização dos procedimentos de colheita em Mato Grosso do Sul. As informações partem da assessoria de imprensa da Aprosoja/MS.

Veja mais notícias sobre soja

Sobre o Projeto Soja Brasil
O projeto tem a realização do Canal Rural e da Associação dos Produtores de Soja do Brasil (Aprosoja Brasil), com a coordenação técnica da Embrapa Soja. O apoio institucional é do Conselho de Informações sobre Biotecnologia (CIB) e da Associação Brasileira de Sementes e Mudas (Abrasem). A consultoria é de Safras & Mercado e Somar Meteorologia. O patrocínio é de BASF e Mitsubishi Motors. O apoio nos eventos é de Yara Brasil Fertilizantes.

Mais notícias do Projeto Soja Brasil

Publicada em: 21 de junho de 2018

Mesmo com o reajuste, valor ainda está muito abaixo do quanto se precisa para produzir uma saca. Em Goiás, por exemplo, teria que ser o dobro

Publicada em: 21 de junho de 2018

Segundo a meteorologia, esta temporada começou com clima típico em relação à chuvas, mas mais quente que o normal

Publicada em: 20 de junho de 2018

Impacto causado pela guerra comercial entre China e EUA pode fazer a remuneração adicional sobre o grão crescer ainda mais, caso as ameaças das duas potências se cumpram. Veja a análise completa

Publicada em: 20 de junho de 2018

Com isso, expectativa é de que cultura fique em condições ainda melhores nos próximos dias. Por enquanto 73% delas estão em ótimas condições

Publicada em: 20 de junho de 2018

Quase todos os estados apresentam tempo seco nos próximos dias. Em alguns municípios, não chove há mais de 30 dias e Ministério da Integração Nacional reconheceu calamidade