Efeito China? Brasil dobra receita com a exportação de soja em novembro
Publicada em: 4 de dezembro de 2018

Ascom Famasul

O país obteve um ganho de US$ 2 bilhões com os embarques do grão da oleaginosa se comparado ao mesmo período do ano passado, diz o Mdic

Estadão Conteúdo
As exportações brasileiras do complexo soja somaram 6,185 milhões de toneladas em novembro, gerando receita de US$ 2,477 bilhões. Na comparação com igual período de 2017, a receita praticamente dobrou, aumentando em 98,7% e o volume cresceu 88%. Já em relação a outubro deste ano, foi verificada redução de 5,9% em volume e de 5,1% em faturamento. Os dados foram divulgados pelo Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (Mdic).

A quebra na safra de soja da Argentina e a guerra comercial entre Estados Unidos e China vêm estimulando a procura pelo grão brasileiro. Além disso, a menor safrinha de milho no País estendeu a janela de exportação de soja, que tradicionalmente ocorre no primeiro semestre. A desaceleração dos embarques entre outubro e novembro é natural, tendo em vista o estágio avançado de comercialização da oleaginosa do ciclo 2017/18 e, consequentemente, a baixa disponibilidade de produto para venda.

As exportações de soja em grão somaram 5,072 milhões de toneladas em novembro, 136,7% acima do apurado em igual período de 2017, quando foram embarcados 2,142 milhões de toneladas. O faturamento atingiu US$ 2 bilhões no mês passado, crescimento de 145,8% em relação a novembro de 2017 (US$ 815,4 milhões).

Na comparação com outubro, quando foram embarcados 5,353 milhões de toneladas, as vendas externas do grão recuaram 5,3% em volume. Em receita, a queda foi de 5% ante o total de US$ 2,108 bilhões de outubro. O preço médio do produto exportado foi de US$ 395,10/tonelada, ante US$ 393,80/t em outubro e US$ 380,50/t em novembro do ano passado.

De farelo de soja, o volume exportado somou 1,090 milhão de toneladas, incremento de 1,8% em relação a novembro de 2017, quando o Brasil enviou ao exterior 1,071 milhão de toneladas. Ante outubro, a queda foi de 4,5% – naquele mês, o País exportou 1,142 milhão de toneladas. A receita com a exportação em novembro, US$ 457,8 milhões, cresceu em maior proporção que o volume, 22,2% ante os US$ 374,6 milhões de igual período de 2017, e 2,3% em relação US$ 447,6 milhões obtidos em outubro.

Ainda entre os derivados, os embarques de óleo de soja somaram 22,7 mil toneladas no mês passado, recuo de 69% ante novembro de 2017, quando as exportações chegaram a 73,5 mil toneladas. Em relação a outubro (79,2 mil toneladas), houve queda de 71,3%. A receita obtida com os embarques de óleo de soja somou US$ 15 milhões em novembro, recuo de 73,3% ante o valor registrado em igual período do ano passado, de US$ 56,2 milhões. Na comparação com outubro (US$ 53,1 milhões), o valor foi 71,5% menor.

Veja mais notícias sobre soja

Sobre o Projeto Soja Brasil
O projeto tem a realização do Canal Rural e da Associação dos Produtores de Soja do Brasil (Aprosoja Brasil), com a coordenação técnica da Embrapa Soja. O apoio institucional é do Conselho de Informações sobre Biotecnologia (CIB). A consultoria é de Safras & Mercado e Somar Meteorologia. O patrocínio é de Ihara e Mitsubishi Motors.

Mais notícias do Projeto Soja Brasil

Publicada em: 9 de dezembro de 2018

Um estudo liderado pela entidade apontou que seguir as orientações Manejo Integrado de Pragas traria uma redução nos custos e elevaria a rentabilidade

Publicada em: 7 de dezembro de 2018

Cooperativas do Paraná: Caravana Soja Brasil chega a Mandaguari nesta segunda

Publicada em: 7 de dezembro de 2018

Especialistas dão dicas sobre como devem ficar as negociações diante da crise vivida entre China e Estados Unidos e do novo governo brasileiro

Publicada em: 7 de dezembro de 2018

A expectativa positiva em torno da trégua comercial entre Estados Unidos e China foi arranhada após a prisão da executiva chinesa de uma empresa chinesa de telecomunicações

Publicada em: 7 de dezembro de 2018

Segundo a Somar Meteorologia, a região Sul terá trégua das precipitações, enquanto o Centro-Oeste segue com muitas instabilidades espalhadas durante o dia