Fim do vazio sanitário da soja será marcado por temporais em SP e MS
Publicada em: 14 de setembro de 2018

Segundo a Somar Meteorologia, apesar do aumento da umidade no solo, os produtores terão que esperar para começar os trabalhos

O fim de semana promete muita chuva entre o Sudeste e o Centro-Oeste do país, o que deve atrapalhar os planos de alguns produtores que esperam pelo fim do vazio sanitário. As chuvas vão aumentar a umidade do solo, mas devem atrapalhar momentaneamente os trabalhos em campo.

A sexta-feira (dia 14) começa com pancadas de chuva desde Mato Grosso até o litoral paulista, passando pelo norte do Paraná, por conta de áreas de instabilidade. Entretanto, na maioria dos estados da região Sul do país a chuva é bem mais fraca. Já no restante do país, o que predomina é o tempo firme.

SUL

A chuva continua na sexta-feira, com maior intensidade do norte do Rio Grande do Sul até o norte do Paraná, além das áreas que fazem fronteira com o Uruguai. Há risco para novas tempestades, com descargas elétricas e rajadas de vento. É importante ressaltar que, mesmo com a chuva, as temperaturas não caem muito e não há sensação de frio intensa em nenhuma das regiões.

SUDESTE

Na sexta-feira, o tempo segue bastante instável em São Paulo e no sul de Minas Gerais. A chuva volta a atingir o Triângulo Mineiro além do noroeste paulista, de forma mais rápida e isolada. Há risco para novos temporais, especialmente na divisa entre São Paulo e o sul de Minas Gerais, onde passa por Campinas e Ribeirão Preto. No Rio de Janeiro, chove no final da tarde de maneira intensa.

CENTRO-OESTE

Na sexta-feira, a condição para chuva aparece em grande parte da região Centro-Oeste, incluindo o oeste do Mato Grosso, sul de Goiás e em todo o estado do Mato Grosso do Sul. Somente no centro e norte de Goiás e o extremo leste do Mato Grosso é que o tempo continua seco e com condição para os municípios continuarem com umidade relativa baixa.

NORDESTE

Na sexta-feira, as chuvas mais persistentes do Nordeste atingem o Recôncavo Baiano. Nas demais áreas, o sol predomina, com chuvas rápidas apenas no Maranhão e no litoral entre a Bahia e o Rio Grande do Norte.

NORTE

A previsão é de pancadas de chuva espalhadas pela região na sexta-feira e também no fim de semana. O Tocantins segue de fora da área de instabilidade. Ou seja, não há previsão de chuva neste estado pelo menos até o dia 25 de setembro.

Sábado

SUL

No sábado ainda chove na maior parte do dia nos três estados da região Sul, devido à influência de dois sistemas de baixa pressão atmosférico, um na costa do Paraná e outro entre o Paraguai e o sul do país. Os volumes de chuva são um pouco menos expressivos comparados ao dia anterior, porém as pancadas ainda podem ocorrer de maneira forte nas serra gaúcha e catarinense, podendo ser acompanhado de trovoadas e granizo. Por conta do tempo mais fechado, as temperaturas seguem amenas ao longo do dia.

SUDESTE

No sábado os temporais e trovoadas se concentram no interior de São Paulo e sul de Minas Gerais e podem ser acompanhados de granizo. Chuvas mais fracas ocorrem também pelo Rio de Janeiro, sul do Espírito Santo e leste de Minas Gerais. As temperaturas seguem amenas para todas as regiões, sem grandes alterações.

CENTRO-OESTE

Fim de Semana começa com chuva no oeste da região. Isso ocorre por conta da circulação dos ventos que trazem umidade do norte do país. As chuvas vão ser fortes podendo ser acompanhadas de trovoadas. Chuvas leves ocorrem no restante das localidades, podendo chegar até o sul de Goiás. As temperaturas seguem altas, mas a nebulosidade reduz um pouco as temperaturas à tarde.

NORDESTE

As chuvas dão uma trégua na Bahia, e se restringem apenas ao litoral norte. No restante da região, o predomínio é de tempo firme e seco e a baixa umidade relativa do ar pode deixar em estado de atenção em algumas áreas. Com o tempo firme, as temperaturas aumentam pela região

NORTE

As chuvas se espalham pela Região Norte no sábado. As pancadas ocorrem de forma isolada, mas forte, no Acre, Rondônia, Amazonas, Roraima, Pará e Amapá. Só o Tocantins fica fora da lista, pois o sol continua elevando as temperaturas e derrubando a umidade do ar por lá.

Domingo

SUL

No domingo, um sistema de baixa pressão atmosférica continua atuando e mantém o tempo instável em toda a região Sul do Brasil. Os maiores acumulados ficam concentrados nas faixas sudoeste e oeste do Paraná e no oeste de Santa Catarina. Nessas regiões, as pancadas de chuva ocorrem de maneira mais intensa, com rajadas de vento de intensidade forte, intensa atividade elétrica e possibilidade para granizo. Além disso, as temperaturas seguem amenas, sem uma sensação de frio intensa em nenhum dos pontos de monitoramento.

SUDESTE

No domingo, a chuva continua espalhada por quase toda a região Sudeste do Brasil, exceto na faixa norte de Minas Gerais e extremo norte do Espírito Santo, onde o tempo permanecerá seco e com predomínio de Sol. Nas áreas com chuva, os acumulados não serão extremos, porém os maiores volumes estarão concentrados nas faixas sul e leste do estado de São Paulo.

CENTRO-OESTE

No domingo, a chuva continua espalhada por quase toda a região Centro-Oeste, exceto a faixa leste do Mato Grosso e o centro-norte de Goiás que terá um tempo mais firme. Atenção para as faixas oeste e sul do Mato Grosso do Sul, que tem uma condição para mais chuva, com acumulados expressivos, rajadas de vento de intensidade moderada à forte e atividades elétricas. Mesmo com a condição para instabilidade, as temperaturas sobem um pouco de tarde e a sensação de calor continua predominando, principalmente no Mato Grosso. Além do norte de Goiás, que tem previsão de tempo firme.

NORDESTE

Para o domingo, a previsão de chuva continua concentrada em uma pequena porção da faixa litorânea leste da região Nordestina, que vai desde o litoral de Alagoas até o do Rio Grande do Norte. Nas demais áreas, principalmente no interior da região o tempo continua seco e com sensação térmica de calor intenso.

NORTE

Para o domingo, a chuva se concentra na faixa oeste da região, onde há condição para temporais. Apenas o Tocantins é que o tempo permanecerá seco e com sensação de calor elevada.

Veja mais notícias sobre soja

Sobre o Projeto Soja Brasil
O projeto tem a realização do Canal Rural e da Associação dos Produtores de Soja do Brasil (Aprosoja Brasil), com a coordenação técnica da Embrapa Soja. O apoio institucional é do Conselho de Informações sobre Biotecnologia (CIB). A consultoria é de Safras & Mercado e Somar Meteorologia. O patrocínio é de Ihara e Mitsubishi Motors.

Mais notícias do Projeto Soja Brasil

Publicada em: 13 de novembro de 2018

Segundo levantamento do Deral, cinco estados terminaram a semeadura, sete estão nos últimos talhões e apenas um município ainda está na metade dos trabalhos

Publicada em: 13 de novembro de 2018

Esse ano o Projeto Soja Brasil tem novidades – É o Você no Soja Brasil – um espaço para que os produtores de todo o país mandem os seus recados, digam como está a safra, o seu dia a dia e as dificuldades que enfrentam para produzir o principal produto da balança comercial brasileira.

Publicada em: 13 de novembro de 2018

Nesta passagem pelo estado serão visitados quatro municípios. Encontros acontecem sempre as 19h. Confira a programação completa!

Publicada em: 13 de novembro de 2018

Em apenas dez meses, o volume embarcado ao exterior e o valor recebido por isso já superam todo o ano de 2017

Publicada em: 13 de novembro de 2018

Segundo a Somar Meteorologia, apenas o Rio Grande do Sul deve registrar precipitações moderadas nos próximos dias. Já as regiões Centro-Oeste e Sudeste continuam com tempo instável