Preço da soja sobe pelo 3º mês seguido, mas não remunera como 2016
Publicada em: 6 de dezembro de 2017

Foto: Ascom Famasul

Nos portos, valores médios da oleaginosa superam a casa dos R$ 73 por saca, contra R$ 78 do ano passado. Remunera

Daniel Popov, de São Paulo
Os preços da soja no mercado interno brasileiro subiram em novembro, puxados pela melhora das cotações na Bolsa de Chicago e do dólar. Ainda assim, os valores estão bem aquém dos registrados em novembro do ano passado, fato que tem diminuído a rentabilidade dos produtores e o ímpeto por novas negociações.

Em novembro deste ano, os preços obtidos pelos sojicultores nos portos brasileiros ficaram acima dos R$ 73 por saca, mais alto que os R$ 70 computados em agosto. Já nas praças mais distantes da área de exportação, como Cascavel, Rondonópolis e Dourados os preços variaram de R$ 63 a R$ 68, contra os R$ 57 a R$ 66 de agosto.

“O mercado brasileiro de soja apresentou preços firmes e ritmo moderado de negócios durante o mês de novembro. Sem grandes mudanças em Chicago e do dólar, os produtores optaram por concentrar seus esforços no trabalho de plantio”, diz Luiz Fernando Gutierrez, analista da Safras & Mercado.

Apesar de ser a terceira alta consecutiva nos preços da soja no Brasil, os valores de novembro ainda estão bastante abaixo dos conseguidos na mesma época do ano passado. para se ter uma ideia, nos portos, os valores médios ultrapassavam a casa dos R$ 78 por saca. Nas praças mais distantes então a mudança foi significativa, já que o menor valor era de R$ 69,7 por saca em Dourados, e R$ 76 em Passo Fundo.

Veja mais notícias sobre soja

Sobre o Projeto Soja Brasil
O projeto tem a realização do Canal Rural e da Associação dos Produtores de Soja do Brasil (Aprosoja Brasil), com a coordenação técnica da Embrapa Soja. O apoio institucional é do Conselho de Informações sobre Biotecnologia (CIB) e da Associação Brasileira de Sementes e Mudas (Abrasem). A consultoria é de Safras & Mercado e Somar Meteorologia. O patrocínio é de BASF e Mitsubishi Motors. O apoio nos eventos é de Yara Brasil Fertilizantes.

Mais notícias do Projeto Soja Brasil

Publicada em: 15 de julho de 2018

Para eles, a soja brasileira pode até lucrar mais imediatamente ao suprir a demanda chinesa, mas isso pode gerar desequilíbrio a médio e longo prazo com outros parceiros

Publicada em: 13 de julho de 2018

Expectativa inicial é de que a produtividade seja menor, mas com incremento de 2,3% na área semeada com a oleaginosa, os números finais serão maiores que as da temporada anterior. Veja o quadro completo!

Publicada em: 13 de julho de 2018

Segundo levantamento da Farsul e da consultoria Safras & Mercado a situação ainda é bastante complicada. A própria Conab já afirmou não ter conseguido contratar caminhoneiros autônomos

Publicada em: 13 de julho de 2018

Segundo a meteorologia as temperaturas voltam a subir em todo o país, com possibilidade de o Rio Grande do Sul registrar máxima de 30ºC

Publicada em: 12 de julho de 2018

Se as expectativas da entidade se confirmarem, a colheita brasileira da oleaginosa ultrapassará em volume a americana, tornando-se a maior do mundo, com 120 milhões de toneladas