Safra de soja maior? Consultorias e Conab elevam suas estimativas
Publicada em: 11 de janeiro de 2018

Com a melhora do clima, o consenso entre as empresas é que as lavouras do país estão em boas condições

Daniel Popov, de São Paulo
A perspectiva de se colher uma nova grande safra de soja nesta temporada parece, a cada dia, mais possível de se concretizar. Nesta quinta, dia 11, a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) reviu sua estimativa para cima, chegando a 110,4 milhões de toneladas, contra as 109,2 milhões previstas em dezembro. Já a consultoria Safras & Mercado trabalha com um número ainda maior, um recorde de 114,5 milhões de toneladas. Na safra 2016/2017 a produção brasileira foi de 114 milhões de toneladas,

A área com soja aumentou 3,2%, chegando a 34,9 milhões de hectares, segundo dados da Conab. Já a produção deve cair 3,2% se comparado a temporada 2016/2017, ficando em 110,4 milhões de toneladas. O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), também elevou sua previsão em 3,8%, chegando a 112,3 milhões de toneladas. 

Apesar da queda em comparação ao ano passado, a projeção da entidade cresceu ante dezembro. “As boas condições climáticas têm favorecido a elevação da produção de soja, estimada agora em 110,44 milhões de toneladas, mas ainda inferior à safra passada”, garante a Conab.

E, ao que tudo indica, não é só a entidade que está mais otimista quanto a produção da oleaginosa. Algumas consultorias agronômicas brasileiras também revisaram suas estimativas para cima. A INTL FCStone elevou sua estimativa para a safra 2017/2018 de 107,6 (dezembro) para 110,1 milhões de toneladas (janeiro), uma elevação de 2,34%. Já a AgRural elevou de 112, para 114 milhões de toneladas sua previsão.

A consultoria Safra & Mercados também prevê uma safra mais produtiva de 114 milhões de toneladas. A diferença, no entanto, é que ela já trabalha com esta estimativa desde outubro e, por enquanto não vê razão para reduzir a perspectiva. “Nós já trabalhamos com este número há algum tempo, pois percebemos que a safra, apesar de alguns problemas climáticos, estava se desenvolvendo bem. Agora com a volta das chuvas em várias regiões, muitos estão revisando suas perspectivas para cima, inclusive a Conab”, diz o analista Luiz Fernando Gutierrez.

Entretanto, o analista explica que a perspectiva de sua empresa ainda não considera possíveis perdas de produtividade por chuvas na colheita, uma possibilidade cada vez maior, segundo dados meteorológicos. “No começo de fevereiro faremos uma nova estimativa e, até lá, saberemos se o clima irá afetar a colheita. Ainda é cedo para nos posicionar sobre isso”, conta ele.

Já o analista da consultoria Céleres aponta para uma safra de 111 milhões de toneladas, já que as condições das lavouras estão boas. “No Centro-Oeste, por exemplo, as condições das lavouras estão boas ou ótimas. A América do Sul, exceto algum problema pontual caminha para uma grande safra também, a exemplo dos Estados Unidos”, diz o analista Anderson Galvão.

Veja mais notícias sobre soja

Sobre o Projeto Soja Brasil
O projeto tem a realização do Canal Rural e da Associação dos Produtores de Soja do Brasil (Aprosoja Brasil), com a coordenação técnica da Embrapa Soja. O apoio institucional é do Conselho de Informações sobre Biotecnologia (CIB). A consultoria é de Safras & Mercado e Somar Meteorologia. O patrocínio é de Ihara e Mitsubishi Motors.

Mais notícias do Projeto Soja Brasil

Publicada em: 18 de setembro de 2018

Nova técnica garante facilidade ao processo que, até hoje, era realizado na hora do plantio e demandava mais mão de obra

Publicada em: 18 de setembro de 2018

Outro fator que está pressionando as cotações é o embate entre os americanos e os chineses, com as novas taxações. Segundo o Rabobank, os preços ainda devem seguir pressionados até o fim do ano

Publicada em: 18 de setembro de 2018

Até no Centro-Oeste, onde os solos estavam mais secos, as precipitações devem dar um alívio e favorecer o início dos trabalhos

Publicada em: 17 de setembro de 2018

Na Abertura Nacional do Plantio da Soja, a diretora-executiva do Conselho de Informações sobre Biotecnologia afirmou que novas variedades transgênicas trarão mais opções ao manejo e permitirão proteção de culturas e ganhos de produtividade

Publicada em: 17 de setembro de 2018

De acordo com Dionísio Gazziero, durante a Abertura Oficial do Plantio de Soja, a proibição do herbicida elevaria custos e traria de volta práticas de manejo mais prejudiciais à natureza