Soja: inverno chega com calor nas principais regiões do país
Publicada em: 21 de junho de 2018

Segundo a meteorologia, esta temporada começou com clima típico em relação à chuvas, mas mais quente que o normal

De acordo com a meteorologia, não há registro de chuva forte em nenhum ponto das regiões Sul, Sudeste e Nordeste do Brasil. As áreas com chuva mais forte, acompanhadas por descargas elétricas e rajadas de vento podem acontecer no Amazonas, Pará e em alguns pontos do Estado de Roraima. Além disso, a temperatura segue mais amena em todas as regiões do país.

Nas últimas horas, o Brasil registrou 2.971 focos de queimadas, sendo 826 no Mato Grosso e 636 em Tocantins, o que representa quase 50% de todos os focos de queimada no território brasileiro. Até agora, o mês de junho registrou 39.908 focos de queimada no Brasil, sendo 33% no estado do Mato Grosso.

SUL

O inverno iniciou nesta quinta, as 7h07 no horário de Brasília e a nova estação já começa com a formação de uma frente fria pela região Sul que muda o tempo no estado gaúcho. Este sistema avança bem rapidamente ao longo do dia e a chuva deve ocorrer entre o fim da tarde e à noite. Os volumes não são expressivos, mas a chuva pode ser acompanhada de rajadas de vento de até 70km/h, especialmente na fronteira com o Uruguai. Antes da chuva o sol aparece e ajuda a elevar as temperaturas. Em Santa Catarina e no Paraná não há previsão de chuva e a sensação também será de calor na parte da tarde.

SUDESTE

A nova estação começa com o tempo seco no Sudeste, o que é bem típico desta época do ano. Porém, o contraste é o calor na parte da tarde. Os ventos que sopram do quadrante norte ajudam a aumentar as temperaturas, que ficam acima da média climatológica para esta época do ano. Pela manhã a sensação é mais amena e nas áreas elevadas pode até fazer friozinho no amanhecer. Inclusive essa amplitude térmica favorece a baixa umidade relativa do ar, principalmente no centro-oeste e norte paulistas e no interior de Minas Gerais. Se chover é algo isolado no norte do Espírito Santo.

CENTRO-OESTE

O inverno começa com tempo firme e predomínio de calor em toda a região Centro-Oeste. Por conta da atuação dessa massa de ar seco, a condição para a umidade ficar mais baixa aumenta e com isso, aumenta o risco para queimadas

NORDESTE

Início do inverno, o litoral da região continua com chuva e a sensação de tempo abafado predomina principalmente no período da tarde. Os acumulados são mais expressivos na Bahia e na faixa norte, porém sem risco para acumulados extremos.

NORTE

Início do inverno, o tempo continua com chuva na faixa Norte e os maiores acumulados se concentrando no Estado de Roraima e nordeste do Pará. A temperatura não oscila muito e a sensação de abafado predomina em toda a região, principalmente na faixa sul.

Sexta-feira

SUL

Na sexta-feira a frente fria avança bem rapidamente pelo Sul do Brasil e chega até o Sudeste. No entanto, o sistema é costeiro e a chuva perde intensidade na região. As pancadas são isoladas e com baixos acumulados entre o norte do Rio Grande do Sul e o leste do Paraná. Nas demais áreas paranaenses, no sul de Santa Catarina e em grande parte do estado gaúcho, o tempo fica firme e até com variação da nebulosidade, mas pouca chance para chuva. Na fronteira com o Uruguai, a formação de uma nova frente fria traz condições para chuva durante a noite e a madrugada, mas ainda são pancadas isoladas.

SUDESTE

Uma frente fria avança vem rapidamente e chega no estado de São Paulo. Este sistema está bem afastado no oceano e já está bem enfraquecido, por isso mal deve provocar chuva no Sudeste. Apenas no litoral paulista é que a nebulosidade aumenta há condições para chuva fraca ao longo do dia. Na região Metropolitana de São Paulo as nuvens aumentam, mas não chove. Todas as demais áreas da região seguem com tempo firme e no interior de Minas Gerais a umidade do ar fica baixa novamente.

CENTRO-OESTE

Sexta-feira de muito sol e calor em todo o Centro-Oeste. Com a permanência da massa de ar seco na região, a umidade relativa do ar cai nas horas mais quentes do dia, para valores próximos de 30%.

NORDESTE

Sexta-feira de diminuição da chuva no leste da região. A chuva perde força no litoral baiano, com risco para chuva entre Ilhéus e o litoral norte da região. O tempo firme predomina no interior da região e em municípios do sul da Bahia.

NORTE

Sexta-feira de tempo aberto em toda a metade sul da região, com predomínio de sol e sensação de abafamento. No extremo norte do país, a chuva persiste e há potencial para chuva forte entre o Amapá e o norte do Pará.

Sábado

SUL

A frente fria avança pelo Rio Grande do Sul e favorece a chuva em todo estado. As pancadas mais volumosas ocorrem na metade sul, principalmente na fronteira com o Uruguai. Há risco para rajadas de vento que podem ser de até 60km/h. Com o aumento das instabilidades e o tempo fechado, as temperaturas devem ficar menores que nos dias anteriores. Já em Santa Catarina e no Paraná, o tempo fica firme e os ventos de norte trazem um ar mais quente, o que aumenta a sensação de calor, especialmente na parte da tarde

SUDESTE

No sábado a frente fria se afasta e o ar seco atua em todo Sudeste. O sol aparece entre poucas nuvens ao longo do dia e os ventos que sopram do quadrante norte aumentam a sensação de calor. Mais uma vez os índices de umidade relativa do ar podem ficar abaixo do ideal nas horas mais quentes do dia, especialmente no interior paulista e mineiro. No norte do Espírito Santo ainda há condições para rápidas pancadas de chuva ao longo do dia, mas sem grandes volumes acumulados

CENTRO-OESTE

Uma massa de ar seco predomina pelo Centro-Oeste e mais uma vez o dia será marcado pelo tempo firme, com sol e poucas nuvens. Em algumas áreas mais elevadas amanhece com sensação de frio, mas à tarde faz calor em todas as áreas. A grande amplitude térmica favorece a diminuição da umidade relativa do ar nas horas mais quentes do dia e valores podem ficar abaixo do ideal.

NORDESTE

O tempo segue firme na maior parte do Nordeste por causa da atuação de uma massa de ar seco. Chove fraco apenas nas áreas do litoral entre o sul da Bahia e o Rio Grande do Norte e também nas praias do Maranhão e do Piauí. Em todas as áreas nordestinas a sensação é de calor e no interior da região a umidade do ar cai abaixo do ideal.

NORTE

No sábado o tempo fica firme em Tocantins, no sul do Pará e em Rondônia. Nas demais áreas, as pancadas ocorrem alternadas por períodos de tempo firme com volumes mais elevados em Roraima e no Amapá. À tarde faz calor em todos os estados.

Veja mais notícias sobre soja

Sobre o Projeto Soja Brasil
O projeto tem a realização do Canal Rural e da Associação dos Produtores de Soja do Brasil (Aprosoja Brasil), com a coordenação técnica da Embrapa Soja. O apoio institucional é do Conselho de Informações sobre Biotecnologia (CIB) e da Associação Brasileira de Sementes e Mudas (Abrasem). A consultoria é de Safras & Mercado e Somar Meteorologia. O patrocínio é de BASF e Mitsubishi Motors. O apoio nos eventos é de Yara Brasil Fertilizantes.

Mais notícias do Projeto Soja Brasil

Publicada em: 15 de julho de 2018

Para eles, a soja brasileira pode até lucrar mais imediatamente ao suprir a demanda chinesa, mas isso pode gerar desequilíbrio a médio e longo prazo com outros parceiros

Publicada em: 13 de julho de 2018

Expectativa inicial é de que a produtividade seja menor, mas com incremento de 2,3% na área semeada com a oleaginosa, os números finais serão maiores que as da temporada anterior. Veja o quadro completo!

Publicada em: 13 de julho de 2018

Segundo levantamento da Farsul e da consultoria Safras & Mercado a situação ainda é bastante complicada. A própria Conab já afirmou não ter conseguido contratar caminhoneiros autônomos

Publicada em: 13 de julho de 2018

Segundo a meteorologia as temperaturas voltam a subir em todo o país, com possibilidade de o Rio Grande do Sul registrar máxima de 30ºC

Publicada em: 12 de julho de 2018

Se as expectativas da entidade se confirmarem, a colheita brasileira da oleaginosa ultrapassará em volume a americana, tornando-se a maior do mundo, com 120 milhões de toneladas