Soja: região Sudeste deve receber fortes chuvas no fim de semana
Publicada em: 7 de dezembro de 2018

Segundo a Somar Meteorologia, a região Sul terá trégua das precipitações, enquanto o Centro-Oeste segue com muitas instabilidades espalhadas durante o dia

De acordo com a imagem de satélite, há nuvens bastante carregadas na metade norte do Brasil, tudo por conta de um corredor de umidade desde o Amazonas até o oeste da Bahia, uma frente fria próximo à costa norte do Espírito Santo, e mais uma área de baixa pressão atmosférica entre os estados de Goiás e Minas Gerais. Salienta-se que entre o final da noite de ontem e durante esta madrugada, choveu forte na região metropolitana de Belo Horizonte, em Minas Gerais, no Ceará, Amazonas e na Paraíba. Com destaque para Belo Horizonte e Uberlândia onde teve até queda de granizo, alagamentos e queda de árvores, com rajadas de vento acima dos 65 km/h. Por fim, nesta madrugada choveu também no Rio de Janeiro, porém os acumulados foram baixos e de até 25mm nas últimas 24 horas.

Sexta-feira

SUL

O tempo seco ainda persiste em todo o interior do Sul do país e o predomínio é de sol. Já na metade leste do Paraná, são esperadas pancadas de chuva a partir da tarde, por conta dos ventos que trazem mais umidade do oceano, porém são pancadas fracas e com baixo volume. As temperaturas se mantém amenas entre o território gaúcho e parte de Santa Catarina. No oeste do Paraná faz sol e calor.

SUDESTE

A frente fria avança em direção ao Espírito Santo e mantém áreas de instabilidade persistindo nesse estado e no norte de Minas Gerais. Além disso a umidade do ar segue elevada e uma área de baixa pressão atmosférica entre o norte paulista e o Triângulo Mineiro traz precipitações nas demais áreas. Ou seja, chove em grande parte do Sudeste, exceto no extremo oeste paulista onde a massa de ar seco garante tempo firme. São esperadas pancadas mais fortes no estado de Minas Gerais, no Espírito Santo e no norte do Rio de Janeiro, com acumulados mais elevados e há risco para temporais com queda de granizo em especial no centro mineiro. As temperaturas diminuem com o afastamento da frente fria, conforme os ventos passam a soprar do quadrante sul, e assim a tarde será de sensação amena.

CENTRO-OESTE

A massa de ar seco avança pelo Mato Grosso do Sul e o predomínio é de sol no sul e oeste do estado. Já entre Mato Grosso e Goiás, mesmo com períodos de sol na primeira metade do dia, a chuva acontece a partir da tarde em forma de pancadas. No noroeste de Mato Grosso, a chuva ainda é forte e com alto volume de água. As temperaturas sobem gradualmente em todo o Centro-Oeste.

NORDESTE

Há atuação de uma frente fria próxima da Bahia, com isso ainda chove moderadamente do centro ao sul do estado. Enquanto nas demais áreas da região as pancadas seguem atuando com menor volume de água. As temperaturas voltam a subir na região e o calor predomina. Há chances para ocorrência de granizo pelo sul do Ceará e nos entornos, onde a intensidade da chuva varia entre moderada à forte

NORTE

Instabilidades tropicais atuando em toda a região Norte, por conta da combinação de calor, umidade e mais a formação de uma região de baixa pressão atmosférica próxima ao Amazonas. As pancadas se espalham por todos os estados, e a chuva é volumosa no norte do Amazonas, sul e norte do Pará, e Rondônia. Já no Amapá, as instabilidades seguem influenciadas pela ZCIT (zona de convergência intertropical), que é uma faixa de nuvens mais carregadas que começa a atuar nos extremos norte do Brasil nesta época do ano.

Sábado

SUL

Atuação da massa de ar seco em grande parte do Sul do país. Assim, o final de semana começa com sol. Já entre o litoral norte catarinense até a faixa leste do Paraná, a circulação dos ventos na costa alimentam a formação de nuvens que levam chuva fraca e isolada. As temperaturas voltam a aumentar gradualmente pelos três estados, mas na serra catarinense ainda há chance para ocorrência de geada fraca e pontual.

SUDESTE

Tempo instável predominando em grande parte do Sudeste, ainda pela influência da frente fria estacionária próximo ao litoral do Espírito Santo. As pancadas seguem fortes entre Minas Gerais e Espírito Santo, há risco de elevado volume de água em forma de temporais e inclusive queda de granizo. Na faixa leste e litoral paulista, chove fraco e de forma isolada a partir da tarde, por conta dos ventos úmidos que sopram do mar contra a costa, já no centro-oeste do interior de São Paulo o avanço da massa de ar seco garante tempo firme e predomínio de sol. As temperaturas diminuem ainda mais, garantindo uma tarde de friozinho entre a faixa leste de São Paulo e Minas Gerais, até o Rio de Janeiro. Nas áreas de interior do Sudeste, as temperaturas apresentam ligeiro declínio.

CENTRO-OESTE

Sábado de sol e tempo seco agora é em todo Mato Grosso do Sul. Nas demais áreas do Centro-Oeste, chove a qualquer hora do dia, inclusive a chuva é forte em Goiás com risco até para granizo. Os períodos de chuva são intercalados por bastante sol no interior de Mato Grosso e também do oeste de Goiás, o que faz com que as temperaturas sejam mais elevadas. No leste e norte goiano, o tempo fica mais fechado e as temperaturas são mais amenas

NORDESTE

Pancadas de chuva em praticamente todo o Nordeste brasileiro, por influência da frente fria próxima a costa sul da Bahia. São esperadas pancadas de forte intensidade pelo sul do estado. Nas demais áreas, a chuva atua de intensidade fraca à moderada. Apenas em parte do litoral leste (que vai desde Sergipe até o Rio Grande do Norte), as pancadas são fracas e isoladas.

NORTE

Chove forte em grande parte da região Norte. As pancadas são acompanhadas de trovoadas e elevado volume de água entre o Amazonas, Pará, Rondônia e Acre. As instabilidades seguem influenciadas pelo calor e umidade

Domingo

SUL

A massa de ar seco ainda atua em todo o SUL do país. As temperaturas aumentam de forma expressiva e assim o calor volta a predominar em toda a região. Somente ao longo da próxima semana, o tempo muda no Sul do país, com a passagem de uma nova frente fria, que traz instabilidades e pancadas de chuva.

SUDESTE

A chuva segue concentrada na metade norte da região e o tempo segue firme entre São Paulo, Rio de Janeiro e metade sul mineira. Os acumulados devem ser elevados entre o nordeste de Minas Gerais e também no norte do Espírito Santo, por conta de um corredor de umidade na região. As temperaturas voltam a aumentar no início da próxima semana.

CENTRO-OESTE

As áreas de instabilidade seguem atuando, com chances para ocorrências de pancadas de chuva com volumes expressivos pelo estado de Mato Grosso e também pelo centro-norte de Goiás. Em Mato Grosso do Sul, o sol deve predominar devido a uma massa de ar seco. As temperaturas devem seguir altas pela região e são mais elevadas pelo oeste Mato Grosso do Sul, onde o tempo fica mais firme.

NORDESTE

As instabilidades seguem atuando por conta da frente fria e também são associadas a ventos fortes em níveis mais altos da atmosfera. Os acumulados devem ser bastante elevados entre o sul do Maranhão e também da Bahia. A intensidade da chuva é forte no sertão nordestino e com chance até para queda de granizo, que vai do norte baiano até o meio de Pernambuco. No litoral ocorrem pancadas de chuva fracas e isoladas.

NORTE

A chuva persiste na região. As pancadas ainda garantem alto volume de água em grande parte do Norte do país, mantendo o risco de temporais. O calor predomina em todos os estados.

Veja mais notícias sobre soja

Sobre o Projeto Soja Brasil
O projeto tem a realização do Canal Rural e da Associação dos Produtores de Soja do Brasil (Aprosoja Brasil), com a coordenação técnica da Embrapa Soja. O apoio institucional é do Conselho de Informações sobre Biotecnologia (CIB). A consultoria é de Safras & Mercado e Somar Meteorologia. O patrocínio é de Ihara e Mitsubishi Motors.

Mais notícias do Projeto Soja Brasil

Publicada em: 9 de dezembro de 2018

Um estudo liderado pela entidade apontou que seguir as orientações Manejo Integrado de Pragas traria uma redução nos custos e elevaria a rentabilidade

Publicada em: 7 de dezembro de 2018

Cooperativas do Paraná: Caravana Soja Brasil chega a Mandaguari nesta segunda

Publicada em: 7 de dezembro de 2018

Especialistas dão dicas sobre como devem ficar as negociações diante da crise vivida entre China e Estados Unidos e do novo governo brasileiro

Publicada em: 7 de dezembro de 2018

A expectativa positiva em torno da trégua comercial entre Estados Unidos e China foi arranhada após a prisão da executiva chinesa de uma empresa chinesa de telecomunicações

Publicada em: 6 de dezembro de 2018

Depois da parceria de sucesso na safra 2017/2018, o Projeto Soja Brasil contará novamente com o apoio de cinco importantes cooperativas do estado. Veja a programação completa!